Cinema, Crítica de Filme

| Mar de Dentro | Crítica

Em um filme que aborda a maternidade em vários níveis, Mar de Dentro traz uma narrativa densa por diversos níveis da criação pela visão da mulher. Confira na crítica completa..

A Maternidade é um fardo para a mulher, por justamente é nela que vemos as preocupações, de como a pressão em ser uma boa mãe é maior do que ser um bom pai. A mulher não só sofre com as mudanças do corpo, mas com toda a carga emocional, presa a ela. O filme dirigido por Dainara Toffoli busca mostrar (e algumas vezes escancarar) como a mulher é vista nas etapas de maternidade. 

Mar de Dentro mostra a história de Manuela (Monica Iozzi) é uma profissional de sucesso que, ao se descobrir grávida de um colega de trabalho, tem de lidar com a transformação de seu corpo e sua vida. Em meio a tantos desafios, ela se defronta com uma fatalidade que afetará ainda mais seu destino. Quando o bebê nasce, ela tem de aprender a ser mãe mesmo sem gostar, a priori, da maternidade.

O roteiro da própria diretora e de Elaine Teixeira mostram um olhar duro e denso pela narrativa da protagonista, elas preferem retratar com grandes doses de realidades as etapas da vida de Manuela. Fazendo jus ao nome ‘mar’, só que aqui, as ondas são a vida de uma mãe.

O drama sabe transitar entre os sentimentos, mesmo sendo com uma história pautada no real. A história consegue se fixar mesmo com time lapses espalhados pela trama, o que inicialmente poderia ser um problema de continuidade, é mais um acerto deste filme.

Manuel mostra um lado de Monica Iozzi não visto, pois ela precisa mudar em várias cenas e lidar com diversos problemas ao longo do tempo. A transição pode ocorrer muitas vezes, na mesma cena; a sensação que percebemos diversas mães na protagonista é perceptível. Há muitas nuances presentes, mas a força da mulher não se perde.

O roteiro também se preocupa com elementos que poucos são abordados, com a pressão da sociedade da mulher engravidar e muitas vezes, a própria mulher não se sente pronta para uma gravidez. A personagens possui muitas personas e caracteríticas que são comuns a diversas mulheres, o que é um ponto interessante para gerar empatia em homens e mulheres. 

O protagonismo de Iozzi é grande, mas mal percebemos que o auxílio de coadjuvantes, eles servem apenas como dar mais veracidade às cenas e principalmente, mostrar os dilemas, frustrações e dramas de uma mãe que se vê sozinha, com um filho nos braços. 

A intensidade do filme se perde principalmente nas mudanças de idade da criança, deixando um ar mais leve, mas não perde a sua capacidade de passar uma mensagem ou de ainda abordar outros elementos. Nessa nova fase do filme, digamos assim, Monica iozzi continua sendo a grande força narrativa. 

Manuel tem que transitar entre os diversos estados de uma gravidez, amamentação e primeiros cuidados. A trama passa por estes momentos com o tempo necessário para o espectador perceber a troca de emoções e os sentimentos daquele momento. E não precisar ‘forçar’ dramaticidade é ótimo, há muitos elementos reais para algo assim.

Mesmo com uma tragédia  no filme, Manuela entra na categoria mãe solo e tem,que conseguir lidar com tudo. Para justamente mostrar a carga que se coloca nas mulheres e como cuidar de um recém nascido é um trabalho extenuante. E como muitas vezes os palpites, vindo de lado fora da rotina da protagonista, pouco agregam.  

O rtimo é bom, mas temos uma trama intensa, com poucos momentos de respiro e alegria. Há muitos elementos conectados com muitas dimensões. mesmo com uma abordagem real, falta um momento fofura de vez em quando, como os primeiros passos e palavras. 


Mar de Dentro é intenso como a maternidade, e cheio de ondas como a vida humana. Que sabe entender as diversas realidades de se cuidar de uma criança e principalmente, como a vida de mãe é uma carga emocional e física e que precisamos como sociedade, entender e ajudar da melhor forma possível.

Nota: 4/5

Contato: naoparecemaseserio@gmail.com

Me acompanhe nas redes sociais Facebook / Instagram / Twitter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s