Ir para conteúdo

| Um Casal Inseparável | Crítica

Em um filme familiar, cheio de histórias de indas e vindas, Um Casal Inseparável mostra que devemos ter paciência nos nossos relacionamentos e perseverar nas dificuldades. Confira a crítica completa. 

Manuela (Nathalia Dill) é professora de vôlei de praia, determinada e autoconfiante. Ela nunca pautou sua felicidade a um relacionamento e não planeja se casar. Léo (Marcos Veras) é um pediatra bem-sucedido, carismático e extremamente sedutor. Os dois se apaixonam e passam a levar uma vida juntos, mas um desencontro acaba provocando a separação. Em meio a brigas e momentos de nostalgia, e com a ajuda da manipuladora Esther (Totia Meirelles), mãe de Manuela, os dois vão descobrir se são mesmo inseparáveis.

O longa dirigido por Sergio Goldenberg (Getúlio) aborda aquele relacionamento na nossa vidas que muda as estruturas, que transforma a nossa forma de ver a vida e cabe a nós perseverar a cada dificuldade encontrada. Ao vermos a vida do casal formado por Marcos Veras e Nathalia Dill temos um vislumbre desse momento da vida, o roteiro de feito pelo diretor e por George Moura (O Rebu) mostram este recorte da vida adulta, de uma forma mais leve, afinal não tem uma cena de preocupação com os boletos.

A história abordada aqui, tem elementos de um relacionamento real, afinal ele mostra aqueles momentos onde estamos conhecendo alguém, quando somos apresentados a família, e começamos a um vida juntos, mesmo com algumas passagens de tempo, o roteiro mantém a abordagem mais real da história, sem precisar de algum exagero ou alguma excentricidade. 

Crédito: Rachel Tanugi

A história mantém uma rotina bem cotidiana, não busca apelar para exageros, ou algo típico das comédias românticas, as personalidades dos dois é distinta, o relacionamento é um complemento. Tanto Marcos e Nathalia fazem um casal que tem suas diferenças, mas entendem que precisam se completar, até uma grande briga. 

A história traz também a influência da família no relacionamento, de como a família da mulher e do homem busca interferir na vida dos dois, mas aqui temos a diferença onde a mãe de Manuela personificada por Totia Meirelles, não faz um mãe típica do gênero, onde ela modifica tudo para ter os dois juntos e sim uma matriarca que percebe em Léo um homem que merece uma segunda chance.

Há os momentos em que os dois seguem em frente, isso é necessário para gerar a empatia com o espectador, Um Casal Inseparável não perde tempo para os momentos de sofrimento ou de pena, ele usa os personagens colocados para dar velocidade ao que ocorre, com passagens do tempo pouco explicadas. Um dinamismo interessante.

Crédito: Rachel Tanugi

Os problemas que Léo e Manuela passam como casal, são de fácil identificação e de criação de laços com o espectador. E como eles terminam de uma forma que não é conversada a fundo, ainda há algum sentimento ali, por isso a insistência dos amigos e da mãe. Claro, que como toda comédia romântica tudo acaba dando certo no final, mas é interessante como o elemento ‘segunda chance’ aparece nessa história. 

Mesmo carregado de elementos de comédias românticas, temos aqui um longa de reconhecimento e de cotidiano, centrado em contar uma boa história, encantar em cenas dramáticas bem pontuadas e bom uso do elenco enxuto.

O elenco está muito bem em seus papéis e transmite bem as personalidades de seus personagens, mesmo os secundários na história como Danni Suzuki (Cristina) são bem utilizados e agregam a história que vemos.

Um Casal Inseparável é o típico filme de comédia romântica, mas o fato de não se apoiar em excessos e saídas fora da realidade brasileira, mostra que muitas vezes uma narrativa simples e bem contada, encanta até mais que uma história carregada de elementos.

Nota: 3/5

Contato: naoparecemaseserio@gmail.com

Me acompanhe nas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram

Bruno Simioni Cunha Ver tudo

Biólogo, estudante de jornalismo, cinéfilo e nerd que adora dividir conhecimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: