Ir para conteúdo

| Festival Mundial de Circo | Festival será em formato online

Um dos principais festivais internacionais de circo contemporâneo reúne toda sua programação na plataforma digital

“Em Panne” do grupo canadense “Os Sete Dedos da Mão”

 20ª edição do Festival Mundial de Circo, pela primeira vez, no formato digital. A programação conta com 24 trabalhos de artistas originários do Brasil, Canadá, Espanha, França, Holanda e Uruguai – entre espetáculos e cenas circenses, além de diálogos em rede, exposição, oficinas e documentários. Para a noite de abertura (16, sexta-feira), a partir das 18h, está prevista a estreia do espetáculo “Cine Circo – Noite enluarada entre Ruínas”, produzido pelo próprio Festival, com direção virtual do catalão Cisco Aznar e participações de artistas brasileiros e uruguaios.

O público tem acesso gratuito a todas as atividades do Festival pelo endereço www.festivalmundialdecirco.com.br. Os espetáculos ficam disponíveis na plataforma por tempo variado e para acessá-los basta entrar no ícone “bilheteria” e fazer um cadastro simples (e-mail e criação de uma senha). Para assistir as demais atrações o cadastro não é necessário.

A estrutura da plataforma foi desenhada pelo diretor audiovisual e artista plástico Conrado Almada. Com alguns cliques, o espectador entra numa espécie de ‘cidade circense flutuante’, com lonas, balões e dirigíveis. Do conforto de casa, o público poderá navegar e vivenciar experiências em ambientes diversos: Lona Espetáculos (com espetáculos e cenas para o púbico adulto e infantil), Cine-Circo, Globo da Morte, Ações Formativas, Exposição e Documentários. “Por exemplo, você clica em Globo da Morte e experimenta a sensação de estar dentro daquela estrutura de metal circular, com motociclistas dando voltas completas. Acredito que mesmo no digital, a arte tem o poder de transformar o cotidiano e criar espaços de identificação com o público, de aconchego, emoção e alegria”, afirma Fernanda Vidigal.

Neste ano, o Festival recebeu cerca de 700 propostas, do Brasil e de várias partes do mundo. Foram selecionados 24 trabalhos, de média a curta duração – muitos deles criados em contexto de pandemia -, e que trazem um panorama da produção contemporânea circense brasileira e mundial, com diversidade de estética, estilo e técnicas da arte do circo, como otrapézio, o malabarismo, o tecido, o contorcionismo, o bambolê, a palhaçaria, o ilusionismo, entre outras.

O vídeo-circo “Noite enluarada entre Ruínas” – direção de Cisco Aznar (Catalunha) -faz estreia nacional abrindo a programação do evento, e cumprindo uma característica do Festival Mundial de Circo que, desde 2006, realiza a coprodução de produções em que artistas e diretores são convidados a trabalharem juntos em uma montagem inédita. Durante três semanas, com ajuda das plataformas digitais, o artista catalão Cisco Aznar dirigiu os palhaços brasileiros Rafael Protzner, Ciro Ítalo e Carol Cony (Brasil) e o grupo Coletivo Pulsa (Uruguai). O resultado desse trabalho poderá ser visto a partir do dia 16 de julho. “O público pode esperar um cabaré povoado por palhaços celestiais, excêntricos e poetas loucos”, garante a coordenadora.

Durante a programação, as obras apresentadas passeiam por temáticas contemporâneas distintas, como gênero, relações amorosas, dilemas do ofício, os desafios da comunicação e as novas tecnologias, a solidão humana e o isolamento social em contexto de pandemia. A Mostra de Cenas Circenses traz ao todo 22 trabalhos nacionais e internacionais, divididos em 06 mostras inéditas, sendo 04 adultas e 2 infantis). Além disso, importantes artistas da cena local de BH e Minas também apresentam as Mostras direcionadas ao público adulto de forma lúdica e divertida

E para encerrar as apresentações do festival, nos dias 24 e 25 de julho, destaque para “Em Panne” do grupo canadense “Os Sete Dedos da Mão”. Referência na cena circense contemporânea, o coletivo é formado por artistas que vieram do Circo de Soleil. O espetáculo fala de um futuro próximo em que teatros esvaziaram e recursos não existe mais: artistas são forçados a se reunir em segredo em vastos espaços abandonados

SERVIÇO

FESTIVAL MUNDIAL DE CIRCO (20ª edição)

=16 a 25 de julho=

Espetáculos e cenas circenses, diálogos em rede, exposição, oficinas e documentários

Acesso gratuito à programação pela plataforma www.festivalmundialdecirco.com.br

*Para assistir aos espetáculos basta clicar em ícone “bilheteria” e fazer um cadastro simples

(e-mail e criação de uma senha). Para acesso ao restante da programação não é necessário cadastro.

Bruno Simioni Cunha Ver tudo

Biólogo, estudante de jornalismo, cinéfilo e nerd que adora dividir conhecimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: