Ir para conteúdo

| Atravessa A Vida | Crítica

Em um documentário que busca mostrar como alunos do terceiro ano do ensino médio reagem diferente a prova do Enem. ‘Atravessa a Vida’ estreia nos cinemas. Confira a crítica completa.

Ser um aluno no terceiro ano do ensino médio é decidir sua vida, encontrar seu propósito de carreira e tirar boas notas, tudo isso em um ano. E você nem atingiu a maioridade ainda. A partir de uma turma do 3º ano do ensino público no interior do Sergipe, o diretor João Jardim traz essa mistura de sensações em um documentário onde os alunos(as) são quem contam as histórias.

A escola escolhida pela equipe, mesmo sendo no estado de Sergipe, nordeste do Brasil, tem o aspecto de diversas escolas públicas, como a falta de pintura na quadra, banheiros com pouco papel e sabão e mesas que precisam de manutenção, mas é apenas um ‘cenário’, o objetivo do diretor aqui é outro. Ele quer mostrar as histórias dos jovens escolhidos.

Por utilizar alunos reais, sem atores, podemos enfim perceber uma sala de aula real, onde se percebe algumas conversas paralelas, alguém dormindo e o grupo que está realmente interessado no professor. O mesmo se percebe no intervalo, na chegada e saída dos alunos. Temos uma escola bem retratada.

A câmera aqui é colocada como se fosse um dos alunos, os ângulos escolhidos também mostram isso, há um cuidado técnico para mostrar tudo isso. Então não espere uma câmera bem centralizada, os professores bem enquadrados ou uma captação de som ‘limpa’, pois estamos em uma escola.

E é claro que acontecem de tudo neste ambiente escolar, então percebe-se um cuidado em trazer uma narrativa coesa, de escutar ou dar voz, se você preferir a diversas situações sem perder o foco, há momentos com a coordenação, com a direção e principalmente com os alunos, onde percebemos as melhores cenas.

E nessa montagem também é perceptivo as escolhas das matérias, pois ele quer mostrar a argumentação e as opiniões dos alunos, então as aulas de exatas pouco aparecem e temos bastante espaço para história, filosofia e sociologia. O foco também é mostrar eles como cidadãos também.

Além das aulas também temos muitos depoimentos para as câmeras, onde eles falam de suas vidas, e nestes momentos temos os grandes problemas de ‘Atravessa’, claro que há os momentos fofos, mas nos momentos mais duros, algumas escolhas técnicas não encaixam, como a jovem falando de abusos tem seu rosto bem enquadrado e a jovem que tem tendencias suicidas, ter o rosto e voz modificados. Essa exposição de fatos tão difíceis em um filme, pode gerar consequências.

O documentário também trazer aquele sentimento de fechamento de ciclo, podia apenas ter estendido isso, ter mais tempo de tela. Acabamos torcendo que eles consigam realizar seus sonhos, mas se fala pouco disso. Sabemos que alguns conseguiram e outros não, mas não sabemos os reais motivos.

‘Atravessa A Vida’ consegue trazer uma boa atmosfera escolar, só algumas escolhas ao longo do filmes são diferentes, mas a carga emocional se sobressai a estes problemas.

Nota: 2/5

Contato: naoparecemaseserio@gmail.com

Facebook: facebook.com/naoparecemaseserio

Instagram: @npmes

Bruno Simioni Cunha Ver tudo

Biólogo, estudante de jornalismo, cinéfilo e nerd que adora dividir conhecimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: