Cinema, Crítica de Filme

| Klondike: A Guerra da Ucrânia | Crítica

Klondike: A Guerra da Ucrânia usa uma situação para mostrar a amplitude densa do conflito entre Ucrânia e Rússia. Confira a crítica completa.

A guerra entre Ucrânia e Rússia além de destruir um país, tem mudado drasticamente a vida de cidadãos ucranianos. Ao acompanhar o filme dirigido e roteirizado por Maryna Er Gorbach somos convidados a presenciar um evento antes da Guerra entre os dois países, mas com o foco no casal, e suas escolhas no conflito.

Essa abordagem é restrita, no sentido de vermos o que ocorre pelo olhar do casal. O filme pouco se movimenta no local e as informações externas são de combatentes que chegam a eles. Ela (Oksana Cherkashyna) está grávida e se recusa a sair dali, e quando um avião civil (Caso real) é abatido perto da sua casa, a paz é retirada dali.

Os sentimentos que o filme imprime variam, seja pela necessidade de recomeço, de como prover um bom lar para o filho que virá, ou ainda as escolhas que o marido faz em prol do conflito. Isso não dá ao longa um momento sequer de tranquilidade ou de momentos família.

O roteiro também fala de vida, não apenas da criança que está para nascer, e sim da preservação da própria vida. Como buscamos nos manter vivos em situações extremas. Neste caso, a câmera que pouco transita ou busca mostrar detalhes da destruição na casa, auxilia na construção de sentimentos no espectador. Até mesmo os pequenos planos de transição, são bem colocados para nunca deixar o espectador esquecer do que vê. 

Interessante perceber como a cineasta faz tudo de uma forma simples, há poucas mudanças de local, pequenas trocas de diálogo fora do núcleo do casal e sem precisar de diversos cenários. Ela consegue carregar diversos sentimentos e ainda trazer novos elementos para a trama a cada troca de ato. É aquele caso que a história é tão densa que mal percebemos que o local mudou.

Claro que Klondike é um filme político, mas principalmente traz os dois lados da narrativa. Ele não busca trazer o que é certo ou errado, sim os lados dos personagens, já que ambos acreditam em elementos diferentes, por mais que saibamos quem está certo, ele traz os dados e os coloca na mesa, usando a mesma forma que vemos no filme.

O longa tem um fórmula clara, que a usa por toda a narrativa, o que é bom por manter a densidade e drama entre o protagonista, mas detalhes que poucos abordados, continuam pequenos, por mais que tenhamos o conflito da mãe em trazer o filho ao mundo em meio ao um conflito, ele perde espaço em alguns momentos. Klondike: A Guerra da Ucrânia possui uma simplicidade de local que impressiona inicialmente, por justamente não trocar de localização, mas traz uma narrativa que não precisa de grandes movimentações para ocorrer. E consegue explicar os motivos da guerra entre Ucrânia e Rússia, usando apenas um casal protagonista e sua casa destruída.

Nota: 4/5

Contato: naoparecemaseserio@gmail.com

Me acompanhe nas redes sociais Facebook / Instagram / Twitter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s