Ir para conteúdo

| Chico Rei Entre Nós | Crítica

Em um filme que mistura história e o racismo no Brasil, ‘Chico Rei Entre Nós’ sabe lidar com temas fortes, falando do passado e presente da história negra no país.

O filme tem como ponto de partida a história de Chico Rei e explora os elementos da escravidão brasileira na vida das pessoas negras nos dias de hoje, entendendo seus desafios e indicando alguns caminhos. Essa narrativa montada por Joyce Prado é bem marcada, já que tem um ar de história no começo e depois ela vai lentamente mudando o foco, mas sem perder o foco de abordar o racismo pela história do Brasil.

Chico Rei, foi trazido do Congo, onde era Rei, para o Brasil em 1740, e ele compra a própria liberdade, e após esse acontecimento, libertou muitas pessoas ao seu redor, seu legado e cerimônias ocorrem anualmente na cidade de Ouro Preto (Minas Gerais), o filme aproveita estes momentos para fazer uma mistura de cantos, cores e depoimentos. A execução das cenas e por sua consequência, a montagem é um dos pontos altos da história.

Depois de uma explicação didática (E necessária), a diretora se aprofunda na discussão do racismo, ela fez isso desde a cena 01, mas os atos que passam pós Ouro Preto são muito mais densos, que levam as discussões a novos patamares.

Os personagens que são apresentados falam de sua história, do momento que vivem, e nas respostas vamos entendendo toda a amarração que feita entorno da mesma figura apresentada no começo do filme, que agora recebe novos significados e apresentações.

O filme é duro neste assunto, e tem que ser, mas aqui temos uma forma de explicar o racismo estrutural e presente desde os tempos de ‘Chico Rei’, mostrando que a luta persiste.

Avançar no tempo e perceber que as lutas de raças se mantêm, também é um ponto que o longa aborda, novamente com o uso de personagens fortes. Este excesso de personagens deixa o filme lento do seu meio para o fim, por não mudar muito a dinâmica, mas nenhum momento perde o valor das palavras ditas.

*Filme visto na 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Nota: 3/5

Contato: naoparecemaseserio@gmail.com

Facebook: facebook.com/naoparecemaseserio

Instagram: @npmes

Bruno Simioni Cunha Ver tudo

Biólogo, estudante de jornalismo, cinéfilo e nerd que adora dividir conhecimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: