Ir para conteúdo

| Magnatas do Crime | Crítica

Confira a crítica de ‘Magnatas do Crime’, filme bem montado de Guy Ritchie que ainda conta com boa atuação de Matthew McConaughey.

Um homem (Matthew McConaughey) cria um império da maconha usando as propriedades dos aristocratas ingleses empobrecidos, usando suas habilidades únicas, audácia e propensão à violência. No entanto, quando ele tenta vender seu negócio a um colega bilionário (Jeremy Strong). Isso desencadeia eventos envolvendo chantagem, decepção, caos e assassinato entre bandidos de rua, oligarcas russos, gângsteres e jornalistas. Sim, tudo isso mesmo.

O filme de Guy Ritchie é ousado, pois ele promete muitas subtramas em seu início, na ótima cena de abertura de Hugh Grant, e ficamos imaginamos que a extensa trama com tantos personagens irá se cumprir ao longo da história. O diretor que fez recentemente Aladdin cumpre a promessa de uma boa história, mas há alguns problemas, como as atuações do elenco coadjuvante.

Foto: Divulgação

O roteiro do diretor é acima da média, pois há muitos elementos a serem ‘amarrados’, para fazer isso ele se utiliza de Mickey (Matthew McConaughey) como o fio condutor da história, e conforme avançamos na história, vamos percebendo como tudo que é apresentado na tela está unido de alguma forma. Claro, que o elenco estelar que ‘Magnatas’ possui ajuda neste processo também.

A história bem montada também é bem filmada, seja por utilizar boas locações e cenários detalhados que ajudam nas atuações e no entendimento do público do que ocorre. Claro, que como estamos falando de um filme de Ritchie, há cenas violentas e palavrões, mas comparado com outras obras do diretor neste gênero, estão mais leves.

Por ser um filme que prefere contar uma boa história, as atuações ficam em segundo plano, os personagens têm bons arcos narrativos, mas apenas os personagens de Matthew e Hugh tem cenas que possam causar algum sentimento ao espectador.

Foto: Divulgação

Outro acerto é atmosfera gângster que o longa consegue imprimir durante a história. Essa obsessão dos coadjuvantes em conseguir o poder que Mickey conseguiu através da maconha, permeia o filme e não é cansativo ou repetitivo. O longa é sobre a troca de chefia, mas como são formas diferentes disso ocorrer durante o filme, mal percebemos o tempo passar.

‘Magnatas do Crime’ cumpre sua missão em trazer uma boa história e ele faz tão bem essa missão, que o longa termina que você quer saber mais dos personagens criados por Guy Ritchie.

Nota: 3/5

Contato: naoparecemaseserio@gmail.com

Facebook: facebook.com/naoparecemaseserio

Instagram: @npmes

Bruno Simioni Cunha Ver tudo

Biólogo, estudante de jornalismo, cinéfilo e nerd que adora dividir conhecimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: