Sem categoria

| Vingadores: Ultimato | Crítica

Confira a crítica de Vingadores: Ultimato


A Marvel iniciou seu universo cinematográfico em 2008 com o filme solo de Homem de Ferro e 22 filmes depois temos enfim a conclusão de boa parte do universo cinematográfico e descobriremos o final de diversos personagens que conquistaram o coração de fãs e pessoas que mal sabiam que eram os Vingadores.

Temos aqui um dos maiores filmes do estúdio, no sentido de tempo e união de personagens, as três horas de filme são totalmente justificáveis pela necessidade de fechamento que este universo precisa e fique tranquilo, a história contada em Ultimato passa tão rápido e com tantos arcos e mini tramas que nem parece que estamos vendo um história longa.

A Marvel Studios sempre soube tratar o fã com respeito, claro que neste caminho ela tomou as suas liberdades criativas dos personagens, e há o que reclamar, mas o caminho traçado para diversos personagens como os Vingadores originais lá de 2012 é bem construído e se encerra grandiosamente no longa de 2019.

Este filme é uma mistura de diversas emoções, temos arcos dramáticos bem construídos sabendo utilizar o grande elenco que possui, temos arcos emotivos que deixam o coração apertado e é claro os diversos momentos bem-humorados que se tornaram a tônica das produções.

Os longas sempre eram estabelecidos em uma linha do tempo linear, como algumas exceções como Capitã Marvel e Capitão América: O Primeiro Vingador, mas a grande sacada era também fazer filmes que funcionavam bem isolados sem tantas preocupações com os filmes anteriores, aqui continua assim, porém o fã que esteve presenta na jornada de 22 filmes sentirá que faz parte do jogo, há referências a tudo (Sem exageros) da construção de cada personagem.

Essa construção é o jeito Marvel de agradecer a você fã que apoiou cada incursão cinematográfica da empresa e assistiu a tudo isso é como se a Marvel estivesse te agradecendo a tudo, como se ela te abraçasse durante as três horas e te coroasse com um dos melhores filmes sobre quadrinhos já feito.

O filme que poderia ter seus excessos, que poderia deixar tramas sem serem resolvidas e deixar aquele “gostinho” de mais em cenas pós créditos não ocorre, quando Ultimato acaba sabemos tranquilamente o que pode ser abordado e quais personagens serão a nova geração de heróis no cinema e ficamos gratos pela mudança.

Bom, vá assistir Vingadores: Ultimato e se prepare para uma grande história porque a superação ocorre aqui. E mal podemos esperar por mais.

2 comentários em “| Vingadores: Ultimato | Crítica”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s